Artigos Técnicos - Exatidão

Que exatidão é exigida de um torquímetro?

Segundo a Norma ISO 6789:2003:

  • os torquímetros digitais (TIPO I CLASSE C), tipo relógio e medidor de aperto de tampas  (TIPO I CLASSE B)   podem ter um erro de exatidão de até +/- 6% do torque indicado para escalas até 10 N.m e de até 4% para torque máximos acima de 10 N.m. Esta exatidão é valida entre 20% e 100% do valor da escala.
  • os torquímetros tipo vareta (TIPO I CLASSE A) podem ter um erro de exatidão de até +/- 6% do torque indicado, entre 20% e 100% do valor da escala.
  • os torquímetros tipo estalo (TIPO II CLASSE A) e tipo estalo sem escala (TIPO II CLASSE B)  podem ter um erro de exatidão de até +/- 6% do torque indicado para escalas até 10 N.m e de até 4% para torque máximos acima de 10 N.m. Esta exatidão é valida entre 20% e 100% do valor da escala.

Quando aferir um torquímetro?

Para que o torque aplicado seja correto, a norma ABNT 12240 recomenda:
  • O instrumento de medição de torque deve ser calibrado no mínimo a cada 12 meses e quando sofrer qualquer dano ou quando for submetido a algum reparo.
  • Esta instrução pode variar de acordo com a Política de Qualidade Interna de cada empresa.
Selos
  • Site Seguro

Tork Industria de Ferramentas Eireli - CNPJ: 92.538.750/0001-30 © Todos os direitos reservados. 2019

Fale Conosco pelo WhatsApp